Grito latente que chega às ruas desafia políticas de cultura

Blog do Renato

Por Cezar Xavier

A abertura do 1o. Encontro Nacional de Produção e Gestão Cultural do PCdoB, ocorrida nesta sexta-feira (12), em São Paulo, se permitiu ser um entusiasmado “brainstorm”, uma chuva de ideias, na tentativa de interpretar os significantes culturais que emergiram das mobilizações de juventude no mês de junho.

 

A formulação de políticas públicas para a cultura e para a juventude, que se espalham pelo país, depende da compreensão deste fenômeno que surgiu das ruas, como um grito que estava latente na juventude. Esta é a percepção e o desafio que os participantes do encontro se propuseram nos debates que prosseguem neste sábado.

O presidente da Fundação Maurício Grabois, Adalberto Monteiro, procurou distinguir que, embora o “brado das ruas” tenha manifestado com muita veemência os temas da saúde e da educação, é inevitável observar que a cultura comparece de maneira transversal entre as reivindicações. “Uma das motivações para…

View original post mais 1.454 palavras

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s